Consciência (OU A FALTA DELA)!

‘Ninguém está vendo mesmo!’. O repudiável jeitinho brasileiro. A questão parece que não é agir dentro da Lei. É não ser visto agindo fora dela. Como se o fato e as conseqüências dele deixassem de existir pela falta de platéia. Jogaram lixo. Retirou-se o lixo. (Re)jogaram o lixo. Até quando vai continuar esse vai e vem de entulho? Até quando a população terá que viver, ou tentar pelo menos, com essas pessoas que não conseguem pensar nem um pouquinho no bem comum?

Dentre incontáveis formas que o ser humano, se assim ainda ele pode ser chamado, cria para degradar e destruir o meio ambiente e a si mesmo, jogar lixo em terreno vazio é uma que se destaca e insiste em continuar, como se fosse uma obrigação. É só ver um lote vazio que a pessoa corre lá e joga seu lixo. Se não tiver lixo, é bem capaz de ela jogar algo que ainda lhe é útil.

E deve ter sido num momento de falta de lixo, que a vontade imensa de jogar alguma coisa num terreno qualquer, que essas pessoas jogaram lá a consciência. Não que ela quisesse, mas a vontade era maior. Mas pensando bem, de que serve uma consciência? Ninguém quer ser igual ao outro. E como muita gente já tem essa tal de consciência é melhor se desfazer da sua e ser diferente.

Isso é o que se pode dizer sobre essas pessoas para não ofender. Desprovidos de consciência. Será possível que alguém é tão ignorante ao ponto de não perceber que um lixo, mínimo que seja, jogado em local indevido traz grandes conseqüências para a vida de todos? Polui rios, gera queimada, atrai animais, gera mau cheiro, polui visualmente o local e muitas outras coisas. E o que se vê é que pessoas esclarecidas, inclusive empresários, fazem isso como se não estivessem fazendo nada demais.

Motivo para descarte irregular não existe. Pelo menos em Arcos, cidadezinha do interior mineiro, não. Há coleta de lixo regular, orgânico e reciclável. Há ainda as caçambas da prefeitura. Mas será que falta punição? Falta pulso firme por parte das autoridades para coibir tais coisas? Será que só obrigar a retirada do lixo é suficiente? Porque ultimamente, a maioria das pessoas só obedece a uma norma, Lei ou afins por dois motivos: o apavorante medo de perder dinheiro ou o não menos amedrontador medo de ir para o inferno.

About Só para Raros!

Comunicóloga graduada pela PUC Minas, Jornalista e blogueira.

Posted on 16 de Julho de 2011, in Uncategorized and tagged , , , , , , , , , . Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: