Jornalista!

Por Luiz Fernando C. e Silva

Sete de abril, parabéns Jornalista. Há, porém, o que comemorar? A (in)justiça decidiu que seu diploma brilhante pendurado na parede, guardado, empoeirado, dobrado, amassado ou inexistente tem o mesmo significado. Apesar disso, ainda acredito que tem sim o que se comemorar, e muito.

Comemore sua luta, sua abdicação de sono, de festa, de descanso para poder contar para todos nós que dormimos, festamos e descansamos, tudo que aconteceu enquanto vivíamos. Comemore o sentimento de dever feito, dever cumprido. Comemore ter a honra de ser os nossos olhos, nossos ouvidos e nossas bocas. Comemore ter na sua mão o instrumento para, se não mudar o Mundo, pelo menos ajudar um pouco a organizá-lo. Comemore as emoções, a aproximação de quem está longe provocada por suas palavras.

O que seria do Mundo sem o Jornalista? Não sei. Mas com certeza saberíamos muito menos sobre tudo. Quem fiscalizaria, por nós, nossos (des)governantes? Quem nos avisaria que a Terra tremeu, que o avião caiu, que a bala matou, que céu desabou, que o suspeito fugiu, que a polícia prendeu, que o poeta morreu, que alguém sorriu? Como iríamos viver sem saber de tanta coisa? Se com tanta informação que nos dá a possibilidade de conhecer um pouco de tudo já vivemos ilhados em nós mesmos, imagina se não tivéssemos sua informação, Jornalista?

Não desanime, por mais dura que seja sua vida. Não fique descrente com tanta gente se vendendo e se comprando. Não chore sua desvalorização. Pegue sua caneta, seu papel, sua agenda, seu gravador, sua vontade de fazer história. Sua necessidade de mudança. Sua inconformidade com tudo que lhe agride. Pegue tudo que lhe dá forças e nos conte. Estamos e sempre estaremos ansiosos por suas palavras. Sensatas, certas e necessárias a todos nós.

Uma pequena homenagem a todos os Jornalistas e em especial a uma grande Jornalista com quem tenho o imenso prazer de compartilhar todos os momentos.

About Só para Raros!

Comunicóloga graduada pela PUC Minas, Jornalista e blogueira.

Posted on 16 de Julho de 2011, in Uncategorized and tagged , , , . Bookmark the permalink. 1 Comentário.

  1. Muito bom texto. Aliás, se o que é muito bonito é lindo, o que é muito bom deve ser ótimo. Temendo ser redundante, limito-me apenas a dizer parabéns.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: